Histórico

No decorrer do ano de 1983, as Faculdades Integradas de Santa Cruz do Sul – FISC, através do Departamento de Educação, caminharam em busca da implantação de uma escola de 1º e 2º graus. Em breve, alguns cursos superiores seriam deslocados para o Campus Universitário e o prédio do centro ficaria aberto para confirmar uma antiga aspiração: uma escola onde se pudessem levar à prática os ensinamentos dos cursos de formação de professores da FISC.
Em setembro daquele ano foi encaminhado o processo à SEC para que ela autorizasse o funcionamento da escola.
Pelo Parecer nº 696/83, o Conselho Estadual de Educação pronunciou-se pela autorização de funcionamento da Escola de 1º e 2º Graus EDUCAR-SE, mantida pela Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul – APESC.
A Portaria nº 8569, de 2 de março de 1984, publicada no Diário Oficial do Estado em 14 de março, confirmou o funcionamento das classes de Jardim de Infância (níveis A e B), 1ª a 8ª série do 1º grau e também do 2º grau. No mesmo dia 14 de março, implantava-se a mais nova escola de Santa Cruz do Sul, que no dia 15 de março já iniciava suas atividades.
O nome EDUCAR-SE está ligado à própria proposta da Escola: educação não é um processo vertical de cima para baixo, porém, horizontal, chamando todos a participar: pais, alunos e professores.
A filosofia da Escola fundamenta-se na educação como um processo de desenvolvimento humano, em que ninguém educa ninguém, mas onde cada um, como homem individual e social, busca o próprio aperfeiçoamento na interação com seus semelhantes.
Todas as áreas prioritárias estão voltadas à pessoa humana, para que ela se torne emocionalmente saudável e madura e, consequentemente, apta a conviver equilibradamente.

Na sua instalação, a Escola foi dirigida pelo professor Elenor José Schneider e contou com o apoio do Departamento de Educação e dos seguintes setores:
– Supervisão: Profª Helga K. Haas
– Orientação: Profª Teresinha Klafke
– Secretaria: Profª Ivone Gassen

Composição do corpo docente (ano 1984)
– Débora Bartholomay – Jardim de Infância (nível A)
– Miriam Raupp – Jardim de Infância (nível B)
– Maria Catarina O. da Silva – 1ª série
– Gardênia Goettert – 2ª série
– Carmen Lucia Helfer – 3ª série
– Nelma T. Frantz – 4ª série
– Marga Kohls – Ensino Religioso
– Ângela Karl e Sandra Richter – Educação Artística
– Alcido Kirst – Química
– Ângela Dreissig – Física
– Ani Braun – Geografia
– Ari Paulo Jantsch – Filosofia e Sociologia
– Cínara Rosenfeld – Sociologia
– Ivone Gassen – Matemática
– Joel Padilha – Educação Física
– Jorge Cunha – Ensino Religioso e Educação Moral e Cívica
– José F. do Prado Filho – Língua Inglesa
– Iolanda Paulus – Língua Portuguesa

 

História da Primeira Logomarca

Em meados do ano de 1984, sentiu-se a necessidade da criação de uma nova identidade: camiseta caracterizando a nova proposta de escola. Para tanto, criou-se a primeira camiseta da escola, momento em que foi promovida uma campanha para a escolha de uma logomarca. A família da aluna Ana Forster foi a vencedora com o “emblema da mancha”.

1984

1994

1995

1996

1999

2000

2003

2004

2005

2015

Logo Educar-se - a gente aprende junto

Significado

O símbolo de uma educação voltada para a construção do saber.

As cores

Traduzem o universo de conhecimentos múltiplos que compõe o saber presente na escola.

A elipse

Simboliza o movimento contínuo da Educação na busca de novas formas de fazer e compreender a aprendizagem. Também é a troca carinhosa de afetos, sentimentos, entre pais, alunos e educadores.

A letra “E”

O “e” de Educar-se é aberto, sem barreiras. Traduz a liberdade de opinião o senso crítico, a criatividade ilimitada, verdadeiras marcas do educandário. Mostra uma escola aberta a novas idéias e opiniões, que se reinventa e jamais se fecha sobre si mesma.

Letra cursiva

As curvas deste tipo de letra traduzem a ação educativa, o movimento pedagógico, a interação social – fluída, generosa – entre educadores e alunos.

 

CONFIRA DIVERSOS MOMENTOS