Diante do novo cenário que se configura na educação, devido à quarentena para combate ao coronavírus (covid-19), a Escola da Educação Básica Educar-se está aberta às novas situações compartilhadas pelas famílias e, também por toda a equipe de professores, monitores e funcionários. Cada situação é discutida com atenção e muito cuidado, sem medir esforços para que a melhor solução seja apontada.

Enquanto o trabalho é desenvolvido de forma remota, muitas dúvidas surgem. Por isso, a Escola apresenta esse novo espaço, elaborado em parceria com a Associação de Pais e Mestres (APM). Nessa página será possível encontrar respostas para os principais questionamentos que norteiam as famílias nesse momento; manter as atualizações sobre as estratégias adotadas; e, ainda, facilitar a comunicação entre todos. 

Caso a resposta para a sua dúvida não esteja aqui, por gentileza, não hesite em procurar a Educar-se por meio de nossos canais de comunicação (veja abaixo) e, também, pelo plantão de atendimento da secretaria.

Ainda não há data definida para retorno. A Educar-se segue atenta às recomendações das autoridades públicas governamentais e sanitárias. A volta às aulas se dará somente quando o cenário for considerado adequado e seguro para todos.

Quando o retorno às aulas for permitido, a Educar-se enviará todas as informações necessárias para que as famílias possam se preparar adequadamente. 

Questões como dinâmica de retorno; plano de retomada das atividades; cuidados pessoais e coletivos; grupos de risco; entre outros aspectos, portanto, serão informados às famílias, assim que possível, por meio dos canais de comunicação da Escola.

Os valores das mensalidades permanecem inalterados. Mesmo que as aulas presenciais não estejam ocorrendo, a redução de custos não foi significativa na Educar-se. Houve, sim, baixa nos valores pagos em relação à água, luz e material de limpeza.

O montante, no entanto, representa um percentual pequeno em comparação aos custos de pessoal e fixos, como salários e impostos, que continuam a ser pagos, uma vez que a equipe segue na ativa, embora de modo remoto.

As aulas presenciais foram paralisadas no dia 17 de março. Desde então, a Escola Educar-se tem concedido descontos nos valores da merenda, Currículo Complementar e Turno Educar-se. 

 A Associação de Pais e Mestres (APM) também suspendeu a cobrança da taxa pelos meses de maio junho e julho.

A Educar-se tem ciência da crise financeira estabelecida devido à paralisação de alguns setores e estabelecimentos. Solidária às famílias que perderam suas fontes de renda, ou que tiveram seus orçamentos amplamente prejudicados, a Escola fica aberta à negociação dos valores. Casos excepcionais serão tratados de forma individual pela Direção da Escola. Agende atendimento por meio do e-mail escola@unisc.br, pelo telefone 51 3717 7564 ou até mesmo pelo Whatsapp 51 3717 7566.

No momento, a Educar-se aguarda as recomendações quanto ao retorno das aulas presenciais. Assim que tiver uma posição mais concreta, irá reelaborar o calendário escolar, com todos os cuidados necessários. 

Enquanto isso, os planejamentos e os encaminhamentos estão sendo realizados com muito cuidado e bom senso, de acordo com a filosofia da Escola Educar-se. 

Assim que a Educar-se contar com as devidas autorizações dos órgãos responsáveis, no que se refere ao retorno à convivência, um novo Calendário Escolar será organizado, com ampla divulgação a todos.

Não. O ano letivo já está sendo considerado em novo formato. Não serão contabilizados os 200 dias letivos, mas a carga horária trabalhada. Para isso, a Educar-se aguarda o Conselho Estadual de Educação (CEED/RS), que fará o regramento deste trabalho.

As aulas contam com organização específica, respeitando as etapas de ensino e as particularidades de cada turma.

Educação Infantil e Anos Iniciais: os materiais são      agendados. Cada turma recebe o link com as propostas pedagógicas.

Anos Finais e Ensino Médio: são utilizadas salas virtuais do Classroom e o Google Meet, para as videoconferências. Nas segundas-feiras, o professor publica um diário de bordo, com a programação semanal, as atividades e suas orientações.Neste momento contamos com um link google meet fixo para cada sala de aula. Importante: para acesso ao Classroom cada estudante conta com login e senha institucionais. Em caso de dúvidas, acione a secretaria da Educar-se (escola@unisc.br ou 51 3717 7564/7566).

Sim. As atividades não-presenciais podem ser organizadas oficialmente e validadas como objetos de conhecimento (conteúdo acadêmico aplicado), ou seja, podem ser aproveitadas dentro das horas de efetivo trabalho escolar.

No momento, a Educar-se realiza as adaptações pedagógicas necessárias para cada turma, contemplando as suas particularidades.

As aulas virtuais e as propostas pedagógicas que o estudante desenvolver, no período de aulas remotas, terão validade. Assim que as aulas presenciais forem retomadas, no entanto, a Educar-se irá realizar uma avaliação da aprendizagem. Os professores realizarão uma sondagem diagnóstica com o estudante, o que deve fazer parte de um plano de ação específico.

Esse plano poderá contemplar aulas de reforço, aulas em sábados e, até mesmo, a ampliação do calendário letivo, de acordo com o desempenho do estudante. É importante ressaltar que a Educar-se mantém o foco na qualidade do ensino para todos.

Conforme decretos de lei do Conselho Estadual de Educação e do Conselho Nacional de Educação, a Educar-se está amparada para legitimar os dias de aulas na condição domiciliar. Para isso, no retorno das atividades presenciais a Equipe Diretiva irá elaborar um novo calendário escolar e avaliará as atividades que precisarão ser retomadas.

Quando as aulas presenciais forem retomadas, nenhuma criança ou jovem poderá se ausentar da Escola sem justificativa. Caso os responsáveis não se sintam seguros para encaminhar os estudantes, a Equipe Diretiva deverá ser acionada para avaliar a situação.

A presença na escola é obrigatória. Crianças e adolescentes precisam estar matriculados, por lei, a partir dos quatro anos idade. 

A Escola tem trabalhado em conformidade com o Conselho Nacional de Educação (CNE) e, também, com o Conselho Estadual de Educação (CEED/RS). Quaisquer mudanças ou alterações que possam ocorrer ao longo desse período serão comunicadas a todos.

Já as aulas regulares têm ocorrido na modalidade à distância em conformidade com o parecer nº 01/2020, emitido pelo CEED/RS, em 18 de março.

Sim. As aulas continuam sendo desenvolvidas na Educar-se, mas de forma remota. Por isso, é imprescindível que os estudantes participem das aulas virtuais. Casos específicos devem ser compartilhados com a Equipe Diretiva ou, até mesmo, com os professores responsáveis.

Educação Infantil e Anos Iniciais: nesses casos, deve-se procurar o professor titular. A família deve dialogar e justificar o motivo. Posteriormente, serão propostas novas estratégias para a situação específica.

Anos Finais e Ensino Médio: a justificativa deve ser realizada pelo próprio estudante ao professor do componente curricular (disciplina.)

Sim. As atividades realizadas são todas consideradas. Fazem parte de todo o processo de aprendizagem, incluindo, também, a avaliação do estudante. 

Esses casos são mapeados constantemente pelas Coordenadoras Pedagógicas e o setor de Orientação Educacional. Os estudantes e familiares que se encontram nesse cenário já estão sendo amparados pela Educar-se. O principal cuidado da Escola é que ninguém seja prejudicado durante o período de afastamento.

Classroom e e-mail institucional

Aplicativo de videoconferência Google Meet

Aplicativo Zoom

A família pode contatar a equipe diretiva, o próprio professor ou procurar a secretaria da Educar-se para que a solicitação seja devidamente encaminhada. Contatos: escola@unisc.br, telefone 51 3717 7564 e Whatsapp 51 3717 7566.

Em caso de dificuldades, ou de necessidade de explicação individualizada, o professor está à disposição para realizar o atendimento. Nesses casos, a família deverá comunicar o educador para que, juntos, possam construir uma possibilidade de encontro.

Esse é o momento de conscientizar o olhar para outro aspecto. O que precisamos, professores e famílias, é enxergar a realidade atual e diferente para todos. É hora de aprendermos com esse novo cenário. De exercermos olhares sobre as aprendizagens e vivências possíveis durante esse período, com muito estudo e dedicação.

Apesar de virtuais, os encontros que têm sido realizados também oportunizam trocas, explicações e debates semelhantes aos vivenciados em sala de aula. Por isso, a Educar-se não acredita na ideia de perda, mas de outras formas de aprendizagens e vivências. Apesar disso, a Escola mantém sua crença de que o encontro presencial entre estudantes, professores e famílias é sempre mais importante. 

Elas têm recebido o material de trabalho adaptado, conforme orientação da educadora especial da Educar-se.

E-mail: escola@unisc.br

Telefone e Whatsapp: 51 3717 7566

Site: educar-se.unisc.br

Facebook: @EscolaEducarse

Instagram: @escolaeducarse

Twitter: @escolaeducarse

Canal no YouTube: Escola Educar-se 

Flickr: Escola Educar-se

Muitas vezes, sim. Mas é importante que as famílias fiquem atentas à caixa de entrada do e-mail. Por isso, aliás, é fundamental que os endereços eletrônicos sejam atualizados constantemente. Em caso de não recebimento dos comunicados, ou de mudança de conta, comunique a secretaria da Educar-se (escola@unisc.br e 51 3717 7564).

Presencial, não. A secretaria mantém atendimentos remotos, das 8h às 11h30 e das 14h às 17h, por meio do e-mail escola@unisc.br, do telefone 51 3717 7564 e do whatsapp 51 3717 7566.

  • Incentivar a criança e/ou o adolescente a ler, desenhar, explorar o seu corpo, a participar das demandas da casa;
  • Administrar o tempo dedicado a jogos eletrônicos, 
  • Oportunizar momentos de lazer;
  • Manter e/ou instaurar hábitos de vida saudável, seja pela alimentação ou por movimentos/atividades com o corpo;
  • Estabelecer uma rotina, com horários programados para cada atividade, seja ela de estudos ou não;
  • Respeitar horários de sono, evitando a utilização de aparelhos eletrônicos trinta minutos antes de ir para a cama; 
  • Incentivar a autonomia e a responsabilidade em relação às propostas escolares.
  • Verificar em conjunto as propostas de cada semana;
  • Equilibrar cada atividade dentro das cinco manhãs letivas;
  • Incentivar o processo e não potencializar as cobranças;
  • Desenvolver as propostas de todos os professores; 
  • A participação da família neste momento é importante. A Educar-se sempre conta com a parceria Família-Escola, mas nesse período de afastamento ela se torna indispensável.

Conforme anunciado no dia 27 de maio, pelo governador do Estado, Eduardo Leite, a retomada das aulas deve seguir um protocolo composto por cinco etapas. Confira:

Etapa 1 – 1º de junho: envolve apenas o ensino remoto na rede pública e na rede privada. Na rede pública, as aulas serão oferecidas com o apoio da plataforma Classroom, do Google for Education. Na Educar-se essa medida já foi tomada no mês de março, na semana seguinte à suspensão das aulas presenciais.

Etapa 2 – 15 de junho: estão previstas atividades de Ensino Superior, Pós-Graduação e Ensino Técnico Subsequente. A retomada será restrita ao estágio curricular obrigatório e às atividades práticas de ensino essenciais à conclusão de cursos, de pesquisa e em laboratórios.

As etapas 3, 4 e 5 ainda serão definidas pelo governo do Estado.

Etapa 3 – anúncio em 15 de junho para retomada em 1º de julho

Etapa 4 – anúncio em 1º de julho para retomada em 3 de agosto

Etapa 5 – anúncio em 3 de agosto para retomada em 1º de setembro

FONTE: estado.rs.gov.br

Saiba mais:

https://estado.rs.gov.br/entenda-o-plano-de-retomada-gradual-do-ensino-no-estado

https://gauchazh.clicrbs.com.br/coronavirus-servico/noticia/2020/05/veja-perguntas-e-respostas-sobre-a-retomada-das-aulas-anunciada-nesta-quarta-feira-pelo-governador-ckapzk0ga00sf015nqukzuynv.html